01
Fev 09
publicado por gfcarlos, às 20:56link do post | comentar | ver comentários (1)

Quando tudo se transforma quase em nada, a vida perde o seu rumo tantas vezes traçado e altera-se..

Por cada recomeço renasce a esperança de que nesta alteração se realize a ideia de um sonho qualquer..

Mas, mais uma vez, tudo se mantém em em nada quando o corpo acorda.. 


Os sonhos que me levam longe estão sempre longe demais para mim, estão tão alto que não os consigo alcançar. Às vezes, parece que os toco ao de leve, em bicos de pés, mas depois faltam-me as forças e enfraqueço na minha esperança.
Tal como o mar que abraça a praia, mas que a deixa logo de seguida..e que a tenta alcançar com fúria renovada..assim é a minha vontade de tornar realidade os sonhos que me levam longe..

São desejos banais e fugazes que aquecem as minhas noites e me mostram o quão pequena pode ser a existência humana. Vivemos de sonhos..uns interessantes, megalómanos, outros vãos e desajeitados.. Contudo, mostram-nos sempre o que poderíamos ter sido, o que poderíamos ser capazes de fazer e, acima de tudo, mostram-nos a desilusão de uma vida que passa rápido demais para a podermos controlar.


Mas, no meio disto tudo..

 

Gasta-se tanto tempo a sonhar que por vezes deixamos de nos aperceber de pequenos nadas importantes que nos surgem a cada instante na vida e que deviam ser o centro do mundo..

 

E se não estivessemos tão perdidos a tentar agarrar a cauda do cometa dos nossos sonhos..sonhos que nos levam longe, mas que estão sempre longe demais.. Muitas vezes extrair-se-ia toda felicidade que a realidade tem para nós..


mais sobre mim
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28


Livro de Visitas